Parto Domiciliar Natural Planejado

O local do parto deve ser preferencialmente, onde a mulher se sente segura. Para muitas este local é o aconchego do lar, onde ela tem autonomia para atender suas próprias necessidades e desejos; um lugar onde a família é respeitada para criar o parto que desejam. Muitas mulheres relatam a vontade de se retirar num ambiente calmo com a companhia e apoio de pessoas próximas.

O parto domiciliar natural planejado é uma das formas de acompanhamento oferecidas pela equipe Ama Nascer em Florianópolis – SC. Neste tipo de acompanhamento algumas vantagens podem ser ressaltadas, dentre elas:

  • Ambiente seguro e acolhedor para a parturiente,
  • Facilidade para atenção às próprias necessidades e desejos.
  • Liberdade na escolha das pessoas presentes no parto. Familiares, amigos, pessoas de confiança que o casal pode optar que estejam presentes
  • Diminuição da necessidade de intervenções por parte da equipe e consequentemente redução de complicações decorrentes destas.
  • Liberdade de experimentar diferentes posições.
  • Favorecimento da dilatação e da capacidade de lidar com as dores. A dilatação na mulher é relacionada com a capacidade de entrega e as dores são consideravelmente atenuadas quando a gestante é capaz de relaxar durante o trabalho de parto. Tal relaxamento é alcançado com mais facilidade se o ambiente é propício como o caso do ambiente domiciliar.
  • Segurança para mãe e bebê. Nossa equipe é treinada para identificar possíveis problemas antes que atinjam proporções graves. Caso alguma coisa possa acontecer, a gestante é imediatamente transportada para o hospital em segurança. Mesmo assim, temos sempre a mão, todo equipamento para atendimento de urgência.
  • Contato direto com a mãe após o nascimento oferecendo o aconchego tão importante e necessário para o recém nascido.
  • Redução das chances de infecção. As bactérias saudáveis e inofencivas presentes no ambiente domiciliar e na mãe são diferentes de muitas encontradas no ambiente hospitalar e auxiliam o fortalecimento do sistema imunológico do bebê.

A importância do acompanhamento Pré-Natal específico para o parto domiciliar

O pré-natal para o parto domiciliar tem como objetivo preparar a família de maneira holística, considerando o físico, mental e espiritual de todos envolvidos no parto, para que o processo de dar à luz ocorra de maneira fluida e com confiança.

A taxa de cesarianas é geralmente muito baixa para as parteiras que atendem partos domiciliares, em comparação com partos hospitalares. Uma das razões deve-se ao fato de que a maioria dos partos domiciliares são mantidos de baixo risco por uma boa assistência pré-natal. Além disso, nós não apressamos o nascimento, que, ironicamente, muitas vezes acelera-se no ambiente hospitalar. Quando a parteira e a gestante constroem um vínculo de confiança, as mulheres conseguem dar à luz com mais facilidade. Nós confiamos na capacidade das mulheres de dar à luz da maneira que elas escolhem, sobretudo protegendo a fisiologia do parto natural.

O parto em casa planejado é tão seguro quanto ao hospitalar, considerando que a mulher esteja saudável durante o pré-natal e que o parto seja acompanhado por uma parteira qualificada e experiente. Além de seguro, evidências científicas encontradas nos estudos de Olsen e Thompson sugerem que o parto domiciliar garante menos intervenções e menos complicações médicas, quando comparado com partos hospitalares.

Como é feito o parto domiciliar?

Quando o trabalho de parto (TP) inicia, a mulher entra em contato com a gente. Estaremos intimamente envolvidas com a família desde o seu início, oferecendo visitas domiciliares e conversas via telefone até que o trabalho de parto se estabeleça.

Como ocorre no hospital, monitoramos os sinais vitais da parturiente e do bebê. Todos os procedimentos são explicados para a mãe e para a família, monitorando qualquer sinal de complicações ou de sofrimento da mãe ou o bebê.

Permitimos que o processo de nascimento tome o seu próprio curso e defina o seu próprio ritmo. A filosofia é que, em geral, qualquer intervenção (medicamentos ou tentar apressar o trabalho de parto) pode causar complicações desnecessárias.

Na segurança de sua própria casa, a mãe tem liberdade de experimentar diferentes posições e locais para auxiliar o trabalho de parto. A mulher pode dar um passeio, se sentar no vaso sanitário e comer ou beber o que quiser. Quando é hora de dar à luz, pode tentar qualquer posição que for mais confortável e adequada: de lado, de cócoras, sentada ou ajoelhada.

Ocasionalmente, ocorrem complicações durante o parto (segundo a OMS entre 5-15%). Nossa equipe de parto domiciliar é treinada para reconhecer os primeiros sinais de complicações e para tomar as medidas necessárias, transportando a mãe e o bebê para o hospital. Trazemos todo equipamento e treinamento necessário para o atendimento imediato de urgência até a chegada no hospital. Para promover uma transição suave, nesta situação, algumas famílias optam por se registrar com um obstetra local.

O parto domiciliar propicia que as mulheres escolham as pessoas que estejam presente, incluindo familiares e amigos, sem restrição de número de acompanhantes. A mulher pode designar tarefas para os presentes, como tirar fotos ou cuidar das outras crianças, para que possa focar somente no seu trabalho de parto. Nós mantemos todos à par da evolução clínica do trabalho de parto, acalmando o ambiente, já que a tensão/adrenalina pode segurar ou parar o processo de nascimento.

O pós-parto

O parto domiciliar se proporciona um ambiente calmo para que a família conheça o recém-nascido. Diferentemente do ambiente hospitalar onde há a tendência ao uso excessivo de procedimentos médicos muitas vezes desnecessários que interferem no vínculo mãe-bebê. Em casa, os primeiros momentos de vida do bebê são momentos sagrados e de intimidade. O recém-nascido saudável só precisa de amor e carinho. Essa ligação precoce permite que o bebê relaxe, se sinta seguro e carregue memórias agradáveis deste momento para o resto de sua vida.

Sob a orientação e assistência da parteira, o marido ou parceiro têm a oportunidade de ser o primeiro à tocar no neném. Este momento pode ser muito poderoso e transformador na vida dos novos pais. O bebê é geralmente colocado sobre a barriga ou peito da mãe imediatamente após o nascimento, proporcionando segurança, carinho e vínculo entre a mãe e o bebê. Nós somos treinadas em ressuscitação neonatal para atender nos casos raros em que o bebê tem dificuldade para respirar por conta própria. Normalmente, o contato pele-à-pele e ouvir a voz da mãe auxiliam gentilmente para que o bebê dê as primeiras respirações.

O contato pele-à-pele ajuda a reduzir o sangramento que a mãe pode ter no pós-parto imediato. A ação de sucção do seio estimula o útero e faz com que ele se contraia, fechando os vasos sanguíneos. A amamentação é o foco do nosso atendimento pós-parto imediato. Estudos mostram que quando o bebê é amamentado nas primeiras horas de vida a mulher tende a amamentar exclusivamente por mais tempo.

O parto domiciliar reduz as chances da mãe e do bebê de contrair uma infecção, longe do ambiente hospitalar de bactérias. As bactérias saudáveis que vem da mãe são usadas para criar a imunidade do bebê.

Um dos benefícios do parto domiciliar é que após o nascimento a mãe e o bebê podem ir direto para a sua própria cama para descansar e dormir.

Depois que o bebê nasce, nós oferecemos informações e apoio durante o pós-parto esclarecendo as dúvidas e auxiliando com eventuais problemas.

“O parto é uma abertura semelhante à erupção de um vulcão que geme a partir das entranhas e que, ao expelir suas partes mais profundas, rompe necessariamente a aparente solidez, criando uma estrutura renovada”. (Laura Gutman)

 

.